Moda & Beleza

Glambox: Pesquisa revela dados do mercado de beleza!

By  | 

Todo mundo que adora produtinhos de beleza conhece a Glambox. A empresa que trabalha com assinaturas chegou no Brasil em 2012. Com crescimento de 50% de receita ao ano, tem mais de 26 mil assinantes em todo o Brasil, mais de 400 marcas parceiras e mais de 2 milhões de produtos enviados até hoje. E acaba de fazer uma pesquisa entre seus usuários para determinar o consumo das brasileiras quando o assunto é beleza!

glambox-caixa-blogueiras

O funcionamento é simples: todo mês, você paga um valor para receber em casa uma caixa cheia de mimos. São vários produtos, para vários gostos. Alguns deles em tamanho de amostra ou sachê. As caixinhas são fofas, personalizadas com temas diferentes. Os valores variam de R$ 62 a R$ 72 reais mensais.

Ao total foram 8.389 assinantes, que responderam um questionário online de 20 perguntas no site da empresa. Segundo Carolina Sarti, gerente de Beauty Intelligence da GlamBox: ““O estudo ajuda a entender como mais de 8 mil mulheres pretendem se relacionar com a sua beleza neste ano que se inicia, além de fazermos um comparativo de seu comportamento em relação ao ano que passou”. E o que a pesquisa revelou?

O primeiro ponto está na cautela. As mulheres gastaram menos com produtos de beleza e reduziram a frequência de compras. A faixa de consumidoras que gastaram entre R$ 51,00 a R$ 100,00 mensais é a mais expressiva (32%). Seguida por aquelas da faixa entre R$ 101,00 a R$ 200,00 (26%). Apenas 5% dispensaram valores mais altos em produtos (acima de R$ 401,00). Pois é, a crise também chegou aos cosméticos.

Outro ponto importante é que as mulheres estão dispostas a trocarem seus queridinhos, por marcas mais econômicas.  É o que 54% das consumidoras pretendem fazer ou já estão fazendo, principalmente na categoria de maquiagem e cuidados com o cabelo e corpo. Entre os produtos que elas estão dispostas a deixarem de consumir, estão os de cuidados específicos: para os pés, celulite, estrias e gordura localizada (49%).

Entre os que passam batido pela crise estão os itens capilares. Entre as prioridades estão shampoo e condicionador, com 77% da preferência. Seguidos por sabonete corporal e íntimo  (53%), produtos para o cuidado dos fios (53%) e maquiagem (50%).  São produtos que não podem faltar e que, mesmo no momento de economizar, tem prioridade.

Entre os hábitos de beleza para 2017, a ordem de importância foi liderada por “dedicar-se ao cuidado da pele facial” para 71%. “Usar filtro solar no rosto com maior frequência” aparece para 67% dos pesquisados.  E na hora de comprar, a opinião que influencia continua na mão dos profissionais de saúde. A orientação do dermatologista continua a ser mais valorizada com 58%, bem próximo da opinião de amigas (57%) e blogueiras/youtubers (54%).

glambox-compra-online

Sobre os meios de consumo, a GlamBox detectou que a loja física ainda é a preferência. No entanto, 61% das mulheres já oscilam entre compras físicas e online. O comportamento varia de acordo com o tipo de produto, preço, entrega e disponibilidade.  Ou seja, a pesquisa na internet ainda é uma aliada na compra por produtos específicos. Aqui uma pesquisa completa do SEBRAE, sobre tendência do mercado beauty!

E você? Como consome seus produtos de beleza? Conta prá gente seus itens preferidos!

foto: shutterstock

 

Erisson Rosati é jornalista, especializado em moda e beleza. Já atuou em grandes veículos como Portal IG, TOP Magazine e Cabelos e Cia. É assessor de imprensa e professor de cursos livres da Universidade Belas Artes.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: