Lifestyle

Guia da Adoção: Veja as dicas para ter um animal mais feliz!

By  | 

Animal é tudo de bom! Não importa cor, tamanho, raça ou espécie. Esses bichinhos consegue nos dar alegria e afeto incondicional. Mas o que fazer ao encontrar um animal de rua? Como resgatá-lo? E quais os primeiros cuidados que devemos ter com o pequeno? Conversamos com profissionais da saúde animal para elaborar um Guia da Adoção. Confira!

guia da adoção de animais

Antes de tudo, é importante lembrar que os animais são seres que sentem fome, sede, frio e dor. Portanto, merecem todo nosso cuidado, carinho e repeito. Maltratar animais é crime e deve ser denunciado. Nunca deixe de ajudar um bichinho necessitado quando possível. Com certeza, isso te fará um bem enorme!

Em segundo lugar, lembre-se que ter um bichinho envolve dedicação, tempo e carinho. Você precisa querer e ter os meios de cuidar do seu amigo. Seja consciente ao adotar um animal que ele é sua responsabilidade.  Quando trata-se de um resgate, improvise como puder e peça ajuda. O importante é fazer sua parte e ajudar o animal. No nosso guia da adoção, as veterinárias Thaís Alarça e Esther Reinheimer, da Hercosul Alimentos dão dicas preciosas.

Primeiros Passos

Achou um bichinho na rua? As primeiras necessidades são comida, água, conforto e carinho. Se o animal estiver arredio, busque ajuda para capturá-lo. Uma boa dica e ir fazendo amizade com o bichinho aos poucos. Oferecendo água e comida. A maioria só está assustada com a presença humana e após os primeiros contatos abaixam a guarda.

Providencie comida e água. Se não tiver comida em casa você pode oferecer arroz branco cozido com legumes e pedaços de carne ou frango (sem temperos e com pouco sal e óleo). Assim que possível, ofereça uma ração adequada de boa qualidade. Ideal para a idade e porte do animal.

guia da adoção de gatos

Pense em um abrigo, um lugar quente onde ele possa se aconchegar. Fique atento a temperatura corporal do animal. Se estiver muito frio, no caso de filhotes, ofereça bolsa de água quente para que eles se esquentem. Providencie um local perto de você para ele dormir. É natural que nos primeiros dias eles chorem e a presença de quem os resgatou/ adotou ajuda a diminuir a tristeza e a criar vínculos de amor.

Veja também  Jet Lag Pub: Voando baixo em São Paulo!

Cuidando da pelagem

É normal encontrar animais feridos, com muitas pulgas e muito sujos. Então, antes de tudo, dê um bom banho no animal. Pode ser banho seco. Sempre com produtos específicos para isso. A sensação de limpeza vai deixar o seu amigo mais feliz. Depois, aplique um anti-pulgas de acordo com tamanho do animal.

Em caso de feridas, você pode limpar os ferimentos com soro-fisiológico e clorexidine. Se achar prudente, você pode aplicar a pomada Ricinus nos machucados. Neste caso, vai ser importante o uso de colar próprio para evitar que o pequeno retire o medicamento ou mexa na ferida. Lembre-se que em casos mais graves, o nosso guia da adoção indica que você deve levar o animal ao médico veterinário, o mais rápido possível.

guia da adoção veterinário dando atendimento

Mais saúde

Grande parte dos animais encontrados na rua apresenta alta taxa de verminoses, que causam estufamento no abdômen e dor. Por isso, você deve administrar um bom vermífugo em seu amiguinho. A dose deve ser repetida por 3 dias seguidos. Você também pode oferecer um probiótico adequado para regularizar a flora intestinal.

O próximo passo a levar o animal para as primeiras vacinas. No caso de filhotes, as recomendadas são baby e V8. Em animais adultos raiva, cinomose e parvovirose. Outras podem ser indicadas em casos específicos. Consulte o veterinário. E não esqueça de, antes de doar o pequeno, realizar as primeiras doses da vacina e informar ao novo dono a continuidade do tratamento.

Fazendo amigos

Um dica importante para quem já tem animais em casa é respeitar a quarentena. Ao introduzir um novo bichinho em casa, deixe-o separado por 40 dias de seus animais. Além de ajudar na socialização, isso previne a transmissão de doenças. Se após este período o novo amigo mostrar-se saudável, você já pode fazer as devidas apresentações.

Lembre-se que os animais tem códigos próprios de comportamento. Respeite o tempo deles e o espaço. Faça essa aproximação aos poucos, de forma gradual. E evite despertar crises de ciúmes no início. Uma primeira boa impressão ajuda muito os bichinhos e se tornarem bons companheiros para o resto da vida.

Veja também  Ódio nas Redes Sociais: quando a internet se tornou o campo da perversidade?

Castração

Castrar é realmente um ato de amor. O animal vive mais tempo e com mais qualidade. A castração evita comportamentos agressivos, demarcação de território (xixi fora do lugar) e ajuda a prevenir doenças. Além disso, seu bichinho fica mais doce, comportado e não corre o risco de aumentar, ainda mais, o número de animais abandonados, certo?

guia da adoção pop mag cão e gato

Então, sempre que encontrar um animal, faça a castração. Existem clínicas que operam com valores especiais em dias específicos da semana (uma Ong pode te indicar alguma). Se você resgatar uma cadela com filhotes, ela pode ser castrada logo após terminar a amamentação. E os filhotinhos podem passar pelo mesmo processo com 60 dias de vida, quando já estão prontos para doação. Evite doar animais sem castrar, vermifugar e vacinar. E nunca esqueça da importância de levar o animal – seja resgatado ou adotado – ao veterinário. Esse guia da adoção é apenas para te dar um caminho inicial, certo?

Lembre-se que, cada caso é único. Entenda as necessidades do animal e procure ajudar de todas as formas possíveis. Você pode mudar o mundo, mesmo com pequenos atos. Pode parecer difícil, mas o amor que eles devolvem compensa tudo. E lembre-se que, sempre que possível, não compre, adote! Existem milhares de animais nas ruas esperando por um lar e para serem seu melhor amigo. Com certeza tem um que é feito para você! Consulte aqui alguns sites de adoção responsável.

Gostou do nosso guia da adoção?  Está pronto para espalhar amor por aí ajudando um bichinho?

Erisson Rosati é jornalista, especializado em moda e beleza. Já atuou em grandes veículos como Portal IG, TOP Magazine e Cabelos e Cia. É assessor de imprensa e professor de cursos livres da Universidade Belas Artes.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: