Lifestyle

O consumo dos Millennials: experiência é tudo!

By  | 

 

Em breve, os Millennials serão a maioria no local de trabalho, na rua, na balada. Também conhecida como geração Y, esses jovens buscam mais do que apenas comprar. Eles querem novas experiências. E mais do que isso: querem compartilhá-las. O consumo dos millennials mais do que nunca está atrelado com a conectividade. E essa é uma forte tendência no mundo todo.

o consumo dos millennials popmag

Os criadores da teoria da geração, Neil Howe e William Strauss, definem em seu livro “Gerações“, que os millennials são aqueles que nasceram na década de 80 até início de 2000. Eles são vistos como únicos. Eles se diferem das gerações anteriores de várias maneiras e estão mudando o mundo. Nasceram conectados, na era da revolução tecnológica e da expansão da internet.

É a faixa etária de consumo mais expressiva e, globalmente têm um poder de compra maior que seus pais e avós. Muitas empresas em todo o mundo estão projetando produtos e ofertando serviços usando táticas de marketing que são atraentes para esses jovens (veja mais aqui). A intenção é incentivar o consumo dos millennials de forma a mostrar produtos novos e com uma roupagem exclusiva. Ainda que isso não seja 100% verdadeiro.

Mas a indústria vai ter que se esforçar se quiser, realmente, cativar esse público. Tendo crescido em tempos diferentes de seus pais, os millennials estão mais informados e sonham grande. Muitos cresceram em um mundo tecnologicamente avançado e conectado. A televisão, o celular, a internet são apenas algumas das maiores autoridades de sua geração. Eles são muito expostos a todos acontecimentos da vida já que vivem plugados 24 horas.

o consumo dos millennials popmag

Justamente por conhecer mais e por ter o mundo na ponta dos dedos, essa geração quer uma experiência de cliente indolor. Muitos deles não apenas compram produtos ou usam um serviço. O consumo dos millennials está baseado em um esquema delicado para escolher. Estão interessados na marca, fazem comparações on-line e conversam com amigos antes de fazer uma escolha. Eles querem entender o que está por trás do produto.  Há uma forte necessidade de fazer parte do universo do que consomem.

A autenticidade, a espontaneidade e o engajamento versus as posses são “o pão e a manteiga” dos Millenials. Claro que as marcas mais exigentes podem aproveitar os três, dando a estes clientes uma experiência mais humanizada. Começando com a moda! Hoje não basta só vestir a t-shirt do momento, tem que estampar a opinião e ainda participar das discussões que estão nas redes sociais, ou viajar com seus amigos para o evento que marca propõe como “experiência de compra”. Quem quer se diferenciar precisa mostrar-se conectado ao seu tempo e ao pensamento de quem consome.

o consumo dos millennials popmag

Enquanto os “baby boomers” esperam e apreciam o serviço ao cliente rigorosamente guiado, os Millenials preferem assumir os reinos e co-criar uma experiência envolvente. O que explica isso, um pouco, é que adquirimos coisas para termos segurança, ou nos trazer felicidade. Isso pode funcionar por um tempo determinado. As coisas novas são excitantes, nos trazem bem estar e estabilidade. Mas isso tudo passa quando nos adaptamos a elas. Essa é a forma que os millenials vêm transmitindo a forma de pensar em adquirir coisas: com experiências. Só através destas experiências, as coisas podem assumir um novo sentido e trazerem uma sensação duradoura de alegria.

E você? Como você enxerga o consumo dos millennials nos dias de hoje?

por Annie Marielly

 

Erisson Rosati é jornalista, especializado em moda e beleza. Já atuou em grandes veículos como Portal IG, TOP Magazine e Cabelos e Cia. É assessor de imprensa e professor de cursos livres da Universidade Belas Artes.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: