Cultura POP

O Guardião Invisível: best-seller mundial chega ao Brasil e aos cinemas!

By  | 

Pense em unir, na mesma história, assassinatos em série, crenças pagãs e uma personagem complexa, em uma investigação cheia de reviravoltas, suspense e um toque de terror. Pois essa é a fórmula de sucesso de “O Guardião Invisível”, primeiro volume da trilogia Baztán, que conquistou o mundo e se tornou um best-seller.

A espanhola Dolores Redondo é a responsável por criar essa trama intrincada, com uma boa dose de mitologia e ainda assim tão perto da realidade violenta que vivemos hoje. Conhecida por sua escrita precisa, ela é também autora do romance “Todo esto te daré”, que lhe rendeu um prêmio.  Com uma pesquisa apurada e bons personagens, ela consegue trazer o clima certo para “O Guardião Invisível”. Seria como reunir o melhor dos filmes Seven e Zodíaco, em uma história que ainda conta com pitadas de terror. A edição bem cuidada no Brasil, a cargo da editora Planeta, ajuda o livro a garantir um lugar na estante.

“O Guardião Invisível” começa quando o corpo de uma jovem é encontrado nas margens do rio Baztán, na região de Navarra. O lugar é conhecido pelas crendices do povo e pela mitologia de seres invisíveis que povoam a floresta. Assassinada de forma incomum, a primeira vítima reúne uma série de simbologias, que vão se repetir nos assassinatos de mais outras jovens. A inspetora Amaia Salazar é chamada para investigar o caso. E logo se vê engendrada em um quebra-cabeças.

capa do livro o guardião invisível

Além de lidar com os crimes, Amaia precisa encarar questões familiares e do seu passado. Voltar ao povoado não é algo que lhe agrada. E aos poucos, justamente por sua história, ela vai se mostrando a pessoa certa para desvendar o que realmente está acontecendo nas florestas escuras de Navarra. Durante o processo, ela se depara com crendices locais sobre o Basajaun, um ser que habita as florestas como “o guardião invisível”. Ele seria o equivalente ao Yeti, um hominídeo alto, corpulento, com corpo peludo, dentes e garras, que guarda a natureza.

A série de livros Baztán consagrou o nome de Dolores Redondo. Tanto é que “O Guardião Invisível” foi adaptado para o cinema e deve estrear em 2017. O longa é daqueles títulos que prometem levar a qualidade do cinema espanhol para o mundo. Só pelo trailer abaixo já dá para ver que vem coisa boa!

Fala que não ficou curioso? Leia e depois diga se não virou um do seus preferidos!

O Guardião Invisível/ Editora Planeta/ 352 p./ R$ 49,90

Erisson Rosati é jornalista, especializado em moda e beleza. Já atuou em grandes veículos como Portal IG, TOP Magazine e Cabelos e Cia. É assessor de imprensa e professor de cursos livres da Universidade Belas Artes.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: